sábado, 9 de dezembro de 2017

Navio APOLLON HIGHWAY








Navio   -     APOLLON HIGHWAY
Construção    -    2017
Bandeira    -     Panamá Panama
Comprimento    -    199 m
Boca    -     37 m
Capacidade  -    7.625 carros
Tipo    -    Roll on-Roll off
IMO    -   9728083

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Wallenius W. anuncia melhorias no serviço da América do Sul

Os clientes da WWL na América do Sul podem aguardar a programação de melhor a partir de 2018.
A partir de fevereiro de 2018, a WWL mudará a rotação dos três navios comercializados entre a América do Norte e América do Sul, levando a melhorias de serviços para muitos dos nossos clientes.
Frequência dobrada

Os clientes do serviço da Costa Oeste da América do Norte para a América do Sul podem esperar uma duplicação da frequência para duas viagens por mês. O novo cronograma oferece um serviço de melhor qualidade para os carregadores de autoes, equipamentos rolantes de carga breakbulk.
Haverá duas viagens por mês no serviço entre os portos de Galveston (EUA) - Veracruz (México) - Cartagena(Colômbia) - Manzanillo (Panamá) - Callao (Peru) - São Antonio (Colômbia) - Paranaguá (Brasil) - Santos(Brasil) - Cartagena (Colômbia) - Manzanillo (Panamá) e de volta à Galveston (EUA).
Serviço extra norte-norte
A partir de março de 2018, a WWL apresentará uma terceira navegação mensal norte da Costa Leste da América do Sul até o Golfo dos Estados Unidos, chamada nos portos de Zarate (Argentina) - Paranaguá (BR) - Santos (Brasil) - Cartagena (Colômbia) - Galveston ( EUA) e Veracruz (México).
O resultado é um serviço incomparável de três embarcações por mês para os principais portos das rotas comerciais da América do Sul para a América do Norte. As chamadas diretas mensais para o carregamento de carga também retornarão para Zarate (Argentina).

Para Manta (Equador), Iquique (Chile), Rio Grande (Brasil) e Suape (Brasil), a frequência semanal permanecerá. Chamadas para Vitoria (Brasil) e outros portos serão considerados mediante solicitação.
Forte opção de transbordo
Conexões fortes para a rede global da WWL de e para a Ásia, a Europa, a Oceania, a Costa Leste dos EUA e a Costa Oeste dos EUA permanecem em vigor através do nosso centro de transbordo em Manzanillo, no Panamá.
Devido à situação política na Venezuela afetando negativamente os volumes de carga, as chamadas diretas para Puerto Cabello (Venezuela) serão descontinuadas de dezembro de 2018. De acordo com a WWL, as futuras chamadas serão consideradas mediante solicitação.
Fonte: WWL

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

DP World adquire 100% da participação na Embraport no Brasil

A DP World anuncia nesta segunda-feira, dia 4 de dezembro, que adquiriu a parte adicional de 66,67% da Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport) no Brasil, que pertencia a Odebrecht Transport (OTP).
Esta transação aumenta a participação acionária da DP World para 100%, e fará com que o terminal passe por um processo de troca de marca, transformando-se em DP World Santos.
A contrapartida da compra é inferior a 5% do valor patrimonial líquido da DP World a partir de 1 semestre 2017, e de maneira pró-forma, a alavancagem líquida seria de 2.8x de Dívida Líquida em EBITDA com essa transação, em comparação com o 2,6x relatado.
A transação já foi aprovada pelo Conselho de Administração da Odebrecht TransPort e pelo Cade – Conselho Administrativo de Defesa Econômica. Os recursos serão utilizados para reforçar a estrutura de capital da empresa.

A Embraport é um dos maiores terminais portuários privados multimodais do Brasil, e opera no Porto de Santos, que é o porto de contêineres mais movimentado da América Latina, responsável pela movimentação de 3.4 m TEUs em 2016, e com acesso estratégico pelo mar, estradas e ferrovia, destina 90% das cargas para São Paulo, que é a cidade mais populosa do Brasil. A Embraport tem capacidade anual de movimentação de 1.2 milhões de TEUs (equivalente a uma unidade de vinte pés) e a primeira fase do projeto conta com 653 metros de cais e 207.000 metros quadrados de área para armazenagem de carga.
Juliana Baiardi, presidente da Odebrecht TransPort “Posicionamos a Embraport como referência em terminal de contêineres, com uma estrutura moderna e uma operação eficiente e segura. Temos muito orgulho de ter feito parte da implantação deste projeto inovador que contribui para aumentar a competitividade logística do país”, ressalta
A venda pela Odebrecht TransPort integra o plano estratégico de reestruturação da empresa que segue reavaliando a sua permanência parcial, ou não, em ativos.
Sultão Ahmed Bin Sulayem, Diretor Presidente da DP World“Estamos orgulhosos por nos consolidarmos ainda mais na Embraport e fortalecermos o nosso compromisso com o Porto de Santos e o futuro do comércio no Brasil. A DP World se tornou um dos principais players no setor de infraestrutura da América Latina, com uma rede de terminais de contêineres no Peru, República Dominicana, Argentina, Equador e Suriname, e nós nos mantivemos comprometidos com o nosso papel como facilitador do comércio global, visando uma estratégia mais ampla para desenvolver setores complementares na cadeia de suprimentos global”.
Fonte/Imagens:Embraport

AUMENTO de ISS É NEGOCIADO COM PREFEITURA DE SANTOS

O projeto de lei proposto pela Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, para aumentar o Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre as atividades portuárias, mobilizou empresários do setor que se reuniram na terça-feira 05/12 para discutir o assunto. Eles querem negociar a proposta de reajuste, que sugere um aumento de 3% para 5% da alíquota do ISS diretamente com o prefeito da Cidade, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

A reunião foi organizada pelo Sindicado dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) e participaram representantes de 11 associações empresariais. Os empresários afirmam que a proposta da prefeitura de aumentar a porcentagem do ISS das atividades portuárias no Porto de Santos impactará na economia do país.

"Todo produto importado e exportado sofrerá um impacto de seus custos logísticos e, obviamente, será repassado à comunidade como um todo. Então, é uma grande preocupação do nosso seguimento, por exemplo, como fuga de cargas para outros portos. Enfim, abre uma possibilidade, uma probabilidade, de ao perder carga, a gente perder renda e receita aqui no Porto de Santos", explicou o diretor executivo do Sopesp, José dos Santos Martins.


Durante a reunião, os empresários definiram que o melhor caminho neste momento é tentar negociar este aumento. "O objetivo das entidade aqui é criar um petit comitê para que possa sentar com o prefeito e discutir com ele a possibilidade de adequarmos a melhor solução para ambas as partes", disse Martins. Segundo o diretor do Sopesp, o sindicato já encaminhou um ofício ao chefe do legislativo de Santos solicitando a negociação.

A Prefeitura disse que vai criar um grupo técnico para aprofundar as discussões com os empresários. O projeto de lei que prevê o aumento do ISS está na Câmara dos Vereadores foi aprovado por duas das três comissões e está em andamento na terceira.
Fonte: G1

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Navio NADA


Apos 17 anos o Porto de Santos recebeu no último dia 28/12  um navio especial para o transporte de “cargas vivas”. A operação terminou na tarde desta segunda-feira 04/12, foram embarcados aproximadamente 27 mil garrotes (boi jovem, pesando cerca de 250 quilos) o navio estava atracado Cais do Saboó, no terminal da Ecoporto. 


A operação,de embarque iniciou na noite da última quarta-feira 29/11. Os bois eram de propriedade da Minerva Foods e foram vendidos para criadores da Turquia.



O navio NADA deixou o Porto de Santos na tarde de ontem 04/12 por volta das 18 horas, o navio segue para o Porto de Iskenderum na Turquia uma viagem de aproximadamente 2 semanas.













Nome    -     NADA
Construção    -     1993
Bandeira    -     Panamá Panama
Comprimento    -    201 m
Boca    -     32 m
Tipo    -    
IMO    -    9005429

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Navio SHER-E PUNJAB








Navio     -    SHER-E PUNJAB
Construção    -    2011
Bandeira    -    Libéria Liberia
Comprimento    -    229 m
Boca    -    32 m
Tipo    -     
IMO    -    9523495